Pular para o conteúdo principal

DERBY, O CÃO QUE PODE CORRER GRAÇAS À IMPRESSÃO 3D

Derby nasceu com uma má-formação nas patas da frente

Derby, o cão, nasceu com uma má-formação congênita nas patas da frente, que lhe limitava os movimentos. Não podia correr e mal conseguia andar sobre superfícies mais duras, como o cimento, por serem demasiado abrasivas. Os seus donos, sem saberem o que fazer, pensaram em enviá-lo para sacrificar. Mas foi aí que a vida de Derby mudou.

Derby foi resgatado pela associação Peace and Paw e ai conheceu Tara Anderson, diretora de produção de uma empresa de impressão 3D — a 3D Systems. “Conheci o Derby há pouco mais de três meses”, contou Tara Anderson. “Chorava sempre que olhava para a fotografia dele ou sempre que ouvia a sua história. Por fim, acabei por dizer ‘Ok, vou fazê-lo! Tenho de tentar ajudar este cão!'”.



E assim foi. Juntamente com a sua equipe e com a ajuda de Derrick Campana, um especialista em próteses para animais, Tara concebeu um par de próteses especialmente para Derby. Para isso, a equipe usou impressão 3D e um modelo de impressão “altamente sofisticado” — o MultiJet, que permite a impressão de materiais rígidos e, ao mesmo tempo, flexíveis.




Entretanto, Derby foi adotado por Sherri Portanova e pela sua família. O vídeo da primeira vez que experimentou as próteses tem corrido as redes sociais e já foi criada uma página no Facebook. “Começou logo a correr assim que lhe pusemos as próteses”, contou Sherri Portanova. “Fiquei impressionada com a facilidade com que se adaptou”. “Ele corre mais depressa do que nós dois”, acrescentou o marido Dom. “Ele está tão feliz”.


Fonte: Observador

Acesse: NOSTRO PET e conheça os equipamentos ideais para iniciar a prática de Canicross com seu amigão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SAIBA MAIS SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS REGRAS E REGULAMENTOS PARA O CANICROSS E O BIKEJORING

Geralmente pensamos que as regras e os regulamentos servem apenas para quem pratica o esporte de forma oficial. De certa forma sim, porém, estas regras e regulamentos são criadas não só no intuito de organizar o esporte, mas também amparar e proteger a integridade dos atletas ou praticantes, sejam eles humanos ou cães. Neste artigo procurei destacar alguns pontos importantes no que diz respeito às regras e regulamentos para Canicross e Bikejoring que são estabelecidos e seguidos pela IFSS (Federação Internacional de Sleddog Sports), que detém o World Dryland Championships(abrangendo Canicross e Bikejoring) e a ECF (European Canicross Federation). A ideia é passar as informações relevantes ao praticante, seja para competição ou diversão, para que este possa usufruir dos benefícios do esporte de forma segura e correta. Não são todos os itens que precisam ser seguidos por quem pratica estes esportes como lazer e diversão, pois muitas das regras serão específicas para provas com

10 Dicas para quem vai treinar CANICROSS

A chegada do tempo bom incentiva o passeio com o cão e a  praticar algum esporte com ele.  Juntamente com o  agility , entre os esportes que mais tem atraído os aficionados por cães está o  canicross,  por isso, lhe damos dez conselhos para quando quiser praticá-lo. E lembre-se sempre que ESCOLHER O EQUIPAMENTO CORRETO É O PRIMEIRO PASSO! 1. Exame veterinário.  Verificar a saúde do cão é o primeiro passo necessário. 2. Começar a treinar.  É essencial que o cão vá gradualmente ganhando resistência aeróbica, para começar, pode-se dar um passeio de bicicleta por aproximadamente 20 minutos. 3. Educação técnica.  O cão deve conhecer as técnicas necessárias para participar de uma corrida, como as ultrapassagens, alongar a linha de forma constante, cruzar-se com outros cães, ordens direcionais, pedir-lhe que trote devagar etc, e é responsabilidade do guia que ele as aprenda corretamente. 4. Fortalecimento da musculatura  geral e do quarto traseiro, em particular, pa

A Origem do Canicross

Aiko veste Arnês X-Back Vermelho da Nostro Pet.  Foto: VG Photografia O Canicross  surgiu no Reino Unido na década de 1990. A ideia veio da necessidade de treinar os animais para puxar trenós. Para que o cachorro se acostumasse com a tração, o início do treino era feito com o animal atrelado ao condutor por meio de uma guia. Ao notar que isso era prazeroso tanto para o homem quanto para o cão, o Canicross virou esporte. Atualmente, a prática já é bem popular no continente europeu.  O primeiro campeonato  foi realizado em 2002 na província de Ravena, na Itália. No Brasil, entretanto, o esporte surgiu em meados de 2010. O Canicross, originalmente, é praticado em meio à natureza, em campos, montanhas e locais onde a natureza é predominante.  O equipamento adequado proporciona conforto ao cão. Foto: VG Photografia   Aqui no Brasil, temos inúmeros lugares e paisagens que podem ser aproveitados para iniciarmos este hábito maravilhoso que é o Canicross, seja pa